Documentos da Igreja - Encontro 13

Documentos da Igreja – Encontro 13

No encontro 13 tratamos sobre a situação de nossa Igreja nesta história de desafios.

Apresento um resumo dos parágrafos 98, 99 e 100 tratados no encontro.

A Igreja Católica na América Latina e no Caribe, apesar das deficiências e ambiguidades de alguns de seus membros, tem dado testemunho de Cristo, anunciado seu Evangelho e oferecido seu serviço de caridade principalmente aos mais pobres, no esforço por promover sua dignidade e também no empenho de promoção humana nos campos da saúde, da economia solidária, da educação, do trabalho, do acesso à terra, da cultura, da habitação e assistência, entre outros. […] Seu empenho a favor dos mais pobres e sua luta pela dignidade de cada ser humano tem ocasionado, em muitos casos, a perseguição e inclusive a morte de alguns de seus membros, os quais consideramos testemunhas da fé. […]

[…] Estão sendo superados os riscos de reduzir a Igreja a sujeito político, com melhor discernimento dos impactos sedutores das ideologias. […]

Nosso povo tem grande estima pelos sacerdotes. […]

[…]

A Doutrina Social da Igreja constitui uma riqueza sem preço, que tem animado o testemunho e a ação solidária dos leigos e leigas, que se interessam cada vez mais por sua formação teológica como verdadeiros missionários da caridade, e se esforçam por transformar de maneira efetiva o mundo segundo Cristo. […] Valoriza-se o desenvolvimento que tido a Pastoral Social, como também a ação da Cáritas em seus vários níveis, […] Tem-se desenvolvido a pastoral da comunicação social, […] resistindo em parte a outros grupos religiosos que ganham constantemente adeptos usando com perspicácia o rádio e a televisão. Temos rádios, televisão, cinema, jornais, internet, páginas de web, que nos enchem de esperança.

[…] Não com a mesma intensidade em todas as Igrejas, tem-se desenvolvido o diálogo ecumênico. Também o diálogo interreligioso, quando segue as normas do Magistério, pode enriquecer os participantes em diversos encontros. […].

[…]

Lamentamos, seja algumas tentativas de voltar a um certo tipo de eclesiologia e espiritualidade contrárias à renovação do Concílio Vaticano II, seja algumas leituras e aplicações reducionistas da renovação conciliar; […] não poucas recaídas secularizantes na vida consagrada influenciada por uma antropologia meramente sociológica e não evangélica. […], uma ênfase no ritualismo sem o conveniente caminho de formação, […], não se vê uma presença importante da Igreja na geração de cultura, de modo especial no mundo universitário e nos meios de comunicação social.

[…]

[…], significativo número de católicos estão abandonando a Igreja para entrar em outros grupos religiosos. […]

[…]. Muitas vezes não é fácil o diálogo ecumênico com grupos cristãos que atacam a Igreja Católica com insistência.


Este estudo foi muito esclarecedor, pois os fez ver ações da Igreja que nem tínhamos conhecimentos, chegando muitas vezes à condená-la por omissões. Conhecer e entender as ações da Igreja no campo social é de suma importância, pois nos leva a real dimensão do “ser Igreja”. As dificuldades nos embates e ataques sofridos por grande parte de outras denominações, somados ao desconhecimento da própria Igreja, criam possibilidades de rupturas e afastamentos.

Comments