A verdade sobre astrologia - por Pe. Alberto Gambarini

postado em 20 de abr. de 2008 13:54 por Cristo Rei Paróquia
A verdade sobre astrologia
a astrologia foi obrigada a engolir três sapos...
   Uma das perguntas mais comuns entre as pessoas é: qual o seu signo? Na maioria dos jornais, das revistas e de outros meios de comunicação também está presente a seção dedicada ao horóscopo ou astrologia. O horóscopo é a "previsão" sobre o futuro das pessoas, países...realizado por astrólogos. Chama-se essa prática de astrologia que nada mais é que uma antiga prática ocultista, em que se crê na influência dos astros nos acontecimentos da vida.     A ciência já provou não existir nenhuma consistência nessa crença. É importante pensarmos sobre certos pontos da astrologia:
-A astrologia surgiu em tempo em que se pensave que os astros giravam em torno da terra, quando na verdade ele gira em torno do sol.

-O número de planetas reconhecidos pelos astrólogos até 1781 era de seis. Nesse mesmo ano foi descoberto Urano; Netuno em 1846 e Plutão em 1930. Fica uma questão: se os astros exercem alguma influência sobre o comportamento humano, então eles têm 
poder mesmo ainda não sendo conhecidos. E como os astrólogos podem determinar o destino de alguém se existem forças desconhecidas?

-Gêmeos idênticos deveriam ter o mesmo caminho traçado pela estrelas e pelos planetas. Entretanto, a realidade é outra: existe a possibilidade de um viver e outro morrer no nascimento; no decorrer da vida, um poderá ter sucesso e outro fracasso...

   O prof. Sérgio Menge de Freitas da Universidade Federal do Rio de Janeiro deixou-nos um artigo em que escreve:

"A astrologia nasceu coerente com a astronomia de uma época. De lá para cá, a astronomia progrediu muito, e a astrologia praticamente não incorporou progresso algum da astronomia, a não ser quando foi obrigada a 'ENGOLIR TRÊS SAPOS': adotou Urano, Netuno e Plutão...Enfim, incorporou os três, mas não incorporou satélites, associações reais ente estrelas, galáxias, pulsars, quasars, buracos negros, etc.

   A bíblia é muito clara quanto à proibição da prática da astrologia:
"Não se ache no meio de ti quem faça passar pelo fogo seu filho ou sua filha, nem quem se dê à adivinhação, à astrologia , aos agouros, ao feiticismo, à magia, ao espiritismo, à adivinhação ou invocação dos mortos, porque o Senhor, Teu Deus, abomina aqueles que se dão a essas práticas..."
(Dt 18,10-12).

pe. Alberto Gambarini
Extraído do livro 'Católico pode ou não pode?'
Comments